Cultura

Jumanji: bem-vindo à Selva é cheio de aventura e ação

Longa traz easter eggs do filme original, dos anos 1990, e agrada à crítica especializada

Quando se fala em novas versões e reboots de filmes antigos, todo mundo fica com o pé atrás. No caso de Jumanji: Bem-vindo à Selva não foi diferente, afinal, as pessoas ainda guardam na memória as cenas clássicas protagonizadas por Robin Williams. Porém, para muitos críticos de cinema, o novo longa foi uma “grata surpresa”, uma “deliciosa aventura com toques de ´Sessão da Tarde´, que faz jus ao filme original”.

O filme original é de 1995, baseado no clássico livro de Chris Van Allsburg, de 1982, e gira em torno de um jogo de tabuleiro mágico. Ele prende o jogador dentro de uma outra dimensão e a única forma de sair e se libertar é chegar ao fim do jogo. Nesta nova história, que é como uma sequência da primeira versão, o tabuleiro é substituído por um console de videogame dos anos 1980/90, que está no porão do local, onde os jovens que o encontram cumprem detenção.

Desta vez o jogo se passa em uma floresta tropical e os avatares dos jovens precisam se virar para vencer e voltar para o mundo real. E os estereótipos do colegial norte-americano estão bem destacados nesta sequência. Alex Wolff (Cidades de Papel) interpreta o nerd que no jogo se transforma em Dwayne Johnson; o atleta vira o baixinho e fraco Kevin Hart; a antissocial vira a fatal Karen Gillan; e a popular Bethany (Madison Iseman) se transforma em Jack Black.

 

Outros nomes

O filme é considerado realmente divertido pelos críticos, apesar dos temores iniciais. Dirigido por Jake Kasdan, traz ainda no elenco o estreante Nick Jonas e Bobby Cannavale. Outro ponto que tem agradado tanto aos fãs que já assistiram quanto aos especialistas são os easter eggs do Jumanji original, o que ajuda na retomada do espírito de aventura do longa da década de 1990. Vale a ida ao cinema mais próximo de você. (Daniela Ribeiro)

Close