Cidades

Prefeitura diz que meta é garantir recursos para recuperação definitiva da marginal

Equipes da Seinfra trabalham sem parar para recuperar trechos da Marginal Botafogo, que foram danificados pelas fortes chuvas. Trabalho neste ano será por recursos para as obras definitivas

A revitalização de emergência em vias urbanas e viadutos integra a lista de ações desenvolvidas pela Secretaria Municipal de Obras e Serviços Públicos (Seinfra). Entre as principais delas, está a Marginal Botafogo que também têm sido alvo de reparos e projetos de reforços na estrutura do local, que sofreu abalos neste ano devido ao impacto das fortes chuvas.

Para a marginal Botafogo, uma das principais vias da capital, o trabalho da Seinfra será concluir a negociação junto ao Ministério da Integração para garantir recursos da ordem de R$ 35 milhões para revitalização definitiva da avenida. O secretário de infraestrutura, Fernando Cozzetti, explica que a via de três quilômetros de extensão tem mais de 30 anos e sofreu com a ação do tempo. Precisa ser recuperada definitivamente, mas para tanto precisa garantir recursos federais.

Os trâmites burocráticos na Prefeitura de Goiânia já estão adiantados. Nos últimos meses, a Seinfra já providenciou o Termo de Referência, eliminando uma das mais demoradas etapas do processo de licitação da obra. Quando conseguir a liberação dos recursos, esse trâmite já estará mais adiantado. As negociações com o Ministério da Integração também estão adiantadas.

 

Reparos

No primeiro semestre, a Seinfra realizou obras de reparos nos trechos próximos às pontes das avenidas Universitária e Independência. Nestes locais, as equipes fizeram reparos nas paredes e no fundo do canal e também na drenagem pluvial e no pavimento asfáltico da via. Esta etapa foi concluída no dia 2 de agosto.

Em dezembro, novos trechos da Marginal Botafogo, que foram danificados pelas intensas chuvas do dia 15, também passam por processo de revitalização. O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) registrou um dos maiores índices pluviométricos dos últimos meses na capital. Segundo o órgão, no dia do desabamento choveu 81 mm. A previsão era 60mm e já era considerado alto. Para melhorar a contenção do córrego Botafogo, a Seinfra está fazendo um muro de contenção (gabião), que é mais resistente do que a que havia.

Fernando Cozzetti explica que, ao invés de uma parede de concreto, está sendo construída uma estrutura com caixas de telas e pedras, que ajuda na permeabilização do solo. Segundo ele, devido à antiguidade da estrutura da marginal e os fortes impactos das chuvas, é natural que os trechos precisem de reparos constantes para aumentar a segurança do tráfego.

Os esforços das equipes da Seinfra são para que esta intervenção seja concluída o mais rápido possível. No dia 27 de dezembro, Cozzetti liberou um dos trechos interditados. Antes do prazo previsto, foi concluída a obra no trecho da Marginal Botafogo no sentido Sul Norte (Pedro Ludovico-Norte Ferroviário), que já está aberto ao tráfego. A previsão é de que o trecho interditado no sentido oposto seja liberado até o próximo dia 6.

Related Articles

Close